Santa Maria do Suaçuí: Polícia Civil indicia sobrinho que matou a tia, para ir à tradicional festa da cidade

29/07/2011 22:59

 A investigação do crime que abalou a comunidade de Santa Maria do Suacuí, devido a tamanha brutalidade, chegou ao fim. Com a conclusão do inquérito, ficou claro para a Polícia Civil, que Alessandro Dias de Oliveira de 22 anos, premeditou a morte de sua tia Benedita Moreira Teixeira de 73 anos, para roubar a quantia de aproximadamente R$ 390,00 em moedas, dinheiro esse, que era adquirido com a venda de chupchup.

O crime

Segundo o delegado da cidade, Emerson Morais, o crime configurado como latrocínio, ocorreu na manhã do dia 16 de julho, depois que o sobrinho chegou de uma festa que aconteceu na cidade. “Já premeditando o crime, o investigado, para não ser visto, percorreu aproximadamente mil metros de uma trilha até chegar nos fundos da casa da tia, onde saltou uma cerca de arame farpado e entrou na casa, quando foi surpreendido pela vítima”, contou.

Nesse momento, de acordo com o delegado, o jovem pegou um pedaço de madeira que estava no fogão à lenha e golpeou sua tia na cabeça. Não satisfeito, ele armou-se com um facão que estava sobre o mesmo fogão golpeando novamente a vítima várias vezes na cabeça e nos braços.

Depois de matar a tia, Alessandro conseguiu o que desejava: a quantia em dinheiro que estava em cima da geladeira. Em seguida, saiu da casa pelo mesmo caminho por onde entrou. Para guardar o dinheiro, o jovem foi à casa de seu ex-cunhado e da ex-companheira, pegou uma bolsa e foi até um bar para trocar o dinheiro.

E ele conseguiu surpreender com sua frieza. Com o dinheiro, Alessandro comprou roupas novas, chapéu e ainda ingressos para ir a uma tradicional festa da cidade. “Ele demonstrou completa ausência de piedade humana, já que no mesmo dia do crime, na companhia do ex-cunhado e da ex-companheira, foi a um show e a uma cachoeira na zona rural da cidade, onde confraternizou com os amigos, fazendo uso de bebidas alcoólicas”, comentou o delegado.

O indiciado foi visto por testemunhas nas proximidades da casa de sua tia, dias antes e depois do crime.

Prisão

Alessandro Dias foi preso por policiais militares e confessou o crime. Com ele, foi encontrado a quantia de R$ 150,00 em moedas. Alessandro está preso por mandado de prisão preventiva e se for condenado, pode pegar pena de 20 a 30 anos de reclusão.

Por: Nara Generoso


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!