OS BENEFÍCIOS DO GRITO (ILHAS SALOMÃO)

21/06/2011 09:20

 

Nas Ilhas Salomão , no Pacifico sul , os nativos descobriram um jeito inusitado de derrubar árvores. Se algum tronco é grosso demais para ser abatido a machado, os nativos o cortavam a gritos. (Não sei onde guardei o artigo de jornal, mas juro que li.) Lenhadores dotados de poderes misteriosos sobem na árvore de manhã bem cedinho e , de repente, põem-se aos berros. E durante trinta dias, continuam berrando. A árvore morre e cai por terra . A explicação, dizem eles, é que, com a gritaria, matam o espírito da árvore e, ainda segundo os nativos o método nunca falha.

Pobres inocentes e ingênuos! Como são pitorescos os hábitos da selva! Imagine só, derrubar árvores “no grito”… Que coisa mais primitiva! Que pena não tenham ainda conquistado as vantagens da tecnologia moderna e da ciência!

Eu? Sim, grito com a minha mulher, grito ao telefone e grito também com meu aparelho de cortar grama. Berro com a televisão, com o jornal e com meus filhos. Até já fui visto, de punhos cerrados, berrando contra os céus.

Meu vizinho vive gritando com seu carro. No verão passado ouvi-o imprecar contra a escada de serviço, mais de uma vez. Nós, gente moderna, educada, urbana, gritamos no trânsito, no campo de futebol, contra o juiz do jogo, o caixa do banco, as contas a pagar, e até mesmo contra as máquinas registradoras. Principalmente as máquinas! Parentes e máquinas são quem mais ouve berros.

E para que serve tanta gritaria? Com as máquinas, é claro que não serve para nada; elas ficam lá, nem se mexem. Às vezes, nem com pontapés conseguimos abalá-las. Já com gente, a coisa muda de figura… Sim, é possível que os nativos das ilhas Salomão tenham feito uma grande descoberta: seres vivos em geral, gente, árvores, são extremamente sensíveis a gritos. Gritar, nesses casos, pode acabar matando o espírito que há em cada ser vivo. Com paus e pedras podemos partir ossos, mas com palavras partimos os corações.

 

Fonte: Fulghum, Robert.

https://criaroutraescola.com/2011/06/21/os-beneficios-do-grito-ilhas-salomao/

 

Enviada por: Rosiana de Sousa, da Paróquia Santa Maria Eterna de Santa Maria do Suaçuí, membra do Grupo de Jovens Kairós e universitária do IFMG – Campus São João Evangelista

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!