A EXISTÊNCIA DE DEUS

24/06/2011 11:27

  Conta-se que um cidadão decidiu manifestar sua descrença em Deus a todos que encontrava pelo caminho. E de tanto falar começou a desafiar aos que acreditavam em Deus, percorrendo cidades afora.

Certo dia, um humilde operário, ao retornar para casa, após o serviço, com uma sacola com algumas frutas e verduras que acabara de comprar, passando em frente a um salão viu um movimento muito grande. O salão estava tão cheio que nem comportava que nem comportava pessoas.

Ele perguntou a uma senhora que estava do lado de fora:

  • A Senhora respondeu:

  • Tem um cidadão aí dentro que está provando que Deus não existe, e até agora não encontrou ninguém que consiga debater com ele. Ele tem muitos argumentos e com isso ninguém conseguiu encontrar um jeito de derrubar os argumentos dele.

 

O operário agradeceu e com muita dificuldade conseguiu entrar no salão. Assim que o operário acabou de entrar, o tal cidadão estava se despedindo dos presentes porque já não havia mais ninguém para debater com ele.

Aí, para surpresa geral, esse operário ergueu a mão e disse que gostaria de debater. E lá foi para o palco com a sacola de compras na mão.

O desafiante, quando viu aquele operário à sua frente, foi logo dizendo: fala logo que quero escutar! O operário, por sua vez, disse que gostaria que ele repetisse tudo o que já havia falado. Um pouco aborrecido, o desafiante começou a repetir seus argumentos, mas desta vez com mais eloquência, como para intimidar aquele humilde operário. Mas este, enquanto o outro falava, abriu a sacola, retirou uma laranja, e começou a descasca -la com a maior tranquilidade. O desafiante não se conteve:

  • Você vai me escutar ou vai ficar descascando laranjas?

  • Estou escutando tudo. Sou capaz de repetir tudo o que o Senhor já disse. Por favor, continue.

 

O desafiante continuou com vibração total. Mas quando ele virou-se novamente para o operário este estava sossegadamente chupando a laranja. Aí ele não se conteve e chamou o operário para o debate. O operário levantou-se e perguntou:

    • Esta laranja que acabei de chupar é doce ou azeda?

O desafiante ficou assustado! Depois de tudo que ele falara, o operário vem logo perguntar se a laranja que estava chupando era doce ou azeda?

O operário retornou a palavra:

    • É claro que não sei, pois não experimentei essa laranja, nem senti o seu sabor: Como é que vou saber?

O operário disse então:

- Assim também o senhor não pode afirmar e tentar convencer os demais de que Deus não existe, pois não experimentou Deus, não sentiu Deus. Não escutou Deus batendo à sua porta!!!

 

Por: Adenil Borges - Dedé


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!